Get Adobe Flash player
Leitura diária - 2º Trim. 2014 - Lição 4: Dons de poder
Tatuagens e a guerra das palavras (escatologia)
Dons de poder (a fé) - subsídio para lição bíblica
Aula ao vivo - Lição 3 - Dons de revelação
  • Leitura diária - 2º Trim. 2014 - Lição 4: Dons de poder

    Leitura diária - 2º Trim. 2014 - Lição 4: Dons de cialis express delivery poder

  • Tatuagens e a guerra das palavras (escatologia)

    Tatuagens e a guerra das palavras (escatologia)

  • Dons de poder (a fé) - subsídio para lição bíblica

    Dons de poder (a fé) - subsídio para lição bíblica

  • Aula ao vivo - Lição 3 - Dons de revelação

    Aula ao vivo - Lição 3 - Dons de revelação

Novidades

2º Trim. 2014 - Lição 4 - Dons de poder V
2º Trim. 2014 - Lição 4 - Dons de poder V
PORTAL ESCOLA DOMINICAL SEGUNDO TRIMESTRE DE 2014 DONS ESPIRITUAIS E MINISTERIAIS: servindo a Deus e aos homens com poder extraordinário C...
2º Trim. 2014 - Lição 4 - Dons de poder I
2º Trim. 2014 - Lição 4 - Dons de poder I
PORTAL ESCOLA DOMINICAL SEGUNDO TRIMESTRE DE 2014 DONS ESPIRITUAIS E MINISTERIAIS: servindo a Deus e aos homens com poder extraordinário C...
2º Trim. 2014 - Lição 4 - Dons de poder I Plano de Aula
2º Trim. 2014 - Lição 4 - Dons de poder I Plano de Aula
PORTAL ESCOLA DOMINICAL SEGUNDO TRIMESTRE DE 2014 DONS ESPIRITUAIS E MINISTERIAIS: servindo a Deus e aos homens com poder extraordinário C...
2º Trim. 2014 - Lição 3 - Dons de revelação III
2º Trim. 2014 - Lição 3 - Dons de revelação III
PORTAL ESCOLA DOMINICAL SEGUNDO TRIMESTRE DE 2014 DONS ESPIRITUAIS E MINISTERIAIS: servindo a Deus e aos homens com poder extraordinário C...
2º Trim. 2014 - Lição 3 - Dons de revelação V
2º Trim. 2014 - Lição 3 - Dons de revelação V
PORTAL ESCOLA DOMINICAL SEGUNDO TRIMESTRE DE 2014 DONS ESPIRITUAIS E MINISTERIAIS: servindo a Deus e aos homens com poder extraordinário C...
2º Trim. 2014 - Lição 3 - Dons de revelação IV
2º Trim. 2014 - Lição 3 - Dons de revelação IV
PORTAL ESCOLA DOMINICAL SEGUNDO TRIMESTRE DE 2014 DONS ESPIRITUAIS E MINISTERIAIS: servindo a Deus e aos homens com poder extraordinário C...
Banner

PortalEBD

Caramuru Afonso Francisco

Caramuru Afonso Francisco

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

TERCEIRO TRIMESTRE DE 2013

FILIPENSES: a humildade de Cristo como exemplo para a Igreja

COMENTARISTA: ELIENAI CABRAL

PLANO DE AULA - EV. CARAMURU AFONSO FRANCISCO

ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO DO BELÉM - SEDE - SÃO PAULO/SP
 

 

PLANO DE AULA  Nº 5

LIÇÃO Nº 5 – AS VIRTUDES DOS SALVOS EM CRISTO

1º SLIDE  INTRODUÇÃO

- Após ter mostrado o exemplo de todo cristão, que é a pessoa de Jesus Cristo, Paulo mostra aos filipenses que devem ser inculpáveis no meio de uma geração corrompida e perversa.

- O cristão não deve “fazer diferença”, mas, sim, ser diferente dos homens sem salvação.

2º SLIDE   I – O CRISTÃO DEVE SER UMA PESSOA VIRTUOSA

- Virtude - uma disposição estável em ordem a praticar o bem; uma verdadeira inclinação para fazer o bem.

- A virtude representa uma força que nos impele a nos assemelharmos cada dia com o Senhor, de buscarmos a perfeição, o que somente pode advir a partir da obtenção da santidade.

3º SLIDE

- Quando alcançamos a salvação na pessoa de Nosso Senhor Jesus Cristo, passamos a ser morada de viagra 50mg vs 100mg Deus (Jo.14:17,23) e o Senhor infunde em nós, de pronto, três virtudes, três disposições para fazer o bem, as chamadas “virtudes teologais” (I Co.13:13), a saber:

a) fé (Ef.2:8);

b) esperança (II Ts.2:16);

c) amor (Rm.5:5)

4º SLIDE

- Ao lado destas virtudes teologais, existem virtudes humanas, cujo exercício, ante a natureza decaída do homem, exige a libertação do pecado (Jo.8:36).

- Os homens são capazes de saber o que é o bem (Rm.2:1-16), até o fazem (Mt.7:11), mas, sem Cristo, sucumbem sempre no pecado (Rm.7:14-24).

 

5º SLIDE

- Uma vez obtida a salvação em Cristo Jesus e recebidas as chamadas “virtudes teologais”, é inevitável que o homem, neste processo de salvação, se aproxime a cada dia de Deus, por meio da santificação, crescendo na graça e conhecimento de Cristo (II Pe.3:18), submetendo-se a um contínuo aperfeiçoamento (Ef.4:12).

- A vida cristã tem como objetivo fazer com que “Cristo seja formado em nós” (Gl.4:19), levar-nos à “medida da estatura completa de Cristo” (Ef.4:13) e, para tanto, além dos dons ministeriais que o Senhor Jesus põe em Sua Igreja para que alcancemos tal crescimento, torna-se absolutamente indispensável que vivamos em contínua santificação (Ap.22:11).

6º SLIDE

- Todo verdadeiro e genuíno cristão pratica boas obras (Mt.5:16; Tg.2:14-18), boas obras que fazem com que cada cristão seja uma pessoa virtuosa, um verdadeiro “cristão”, ou seja, um “pequeno Cristo”, pois Jesus, enquanto neste mundo, jamais cessou de fazer o bem (At.10:38).

- O cristão, desta maneira, sempre acrescenta à fé, a virtude (II Pe.1:5), visto que escapou da corrupção, que pela concupiscência há no mundo e foi feito participante da natureza divina (II Pe.1:4), sendo chamado para a Sua glória e virtude (II Pe.1:3).

7º SLIDE  II – A OBEDIÊNCIA DOS CRENTES DE FILIPOS

- Paulo faz um apelo aos crentes de buy viagra pharmacy online Filipos  no sentido de que continuassem obedientes ao Senhor e que “operassem a salvação com temor e tremor” (Fp.2:12).

- Paulo amava os filipenses e, por isso, queria que eles tivessem uma vida moral ilibada, uma vida virtuosa. Quem ama não apenas respeita o livre-arbítrio do outro mas se esforça para que o outro seja salvo e mantenha esta salvação.

8º SLIDE

- “Operar a salvação em temor e tremor” é avançar nossa vida espiritual, assumir a responsabilidade de nos aproximarmos mais e mais do Senhor, santificando-nos incessantemente e praticando boas obras.

- “Temor e tremor” é ter consciência da seriedade da salvação e de que estamos a lidar diante do Rei dos reis e do Senhor dos senhores. É ter certeza que “não se pode brincar de crente”.

9º SLIDE

- A vida cristã séria nos assemelhará cada vez mais a Cristo, operando uma contínua  mudança em nós.

- Nesta mudança completa em nossos hábitos, não podemos confiar em nós mesmos, mas, sim, em Deus, que “opera em nós tanto o querer como o efetuar, segundo a Sua boa vontade” (Fp.2:13).

10º SLIDE  III – A VIDA VIRTUOSA QUE PAULO DESEJAVA AOS CRENTES DE FILIPOS

- A vida virtuosa desejada pelo apóstolo Paulo aos filipenses começava com uma vida ausente de murmurações e contendas (Fp.2:14).

- “Murmuração” - “ato ou efeito de murmurar; murmúrio; rumor infundado; boato; falatório depreciativo; detração; maledicência”.

11º SLIDE

-  A “murmuração” é uma atitude que nasce de um desagrado, de uma situação emocional adversa, em que a pessoa age por instinto, sem pensar naquilo que está a fazer.

- É uma ação de quem se deixa levar instintivamente, ou seja, pela “carne”, pela natureza pecaminosa.

12º SLIDE

- A “murmuração” não tem guarida em um ser que é guiado pelo Espírito Santo, que não mais anda segundo a carne, mas pelo Espírito (Rm.8:1).

- É atitude de viagra precription online quem é sensual, ou seja, que se guia pelos instintos, e que, portanto, não tem o Espírito (Jd.19).

13º SLIDE

- Quando Paulo diz aos filipenses que nada fizessem por “murmuração”, estava a pedir-lhes que não permitissem que se deixassem levar pela carne e, assim, deixassem de servir ao Senhor.

- O apóstolo também recomenda que os filipenses nada fizessem por contenda, que é um subproduto da soberba e da perversão (Pv.13:10; 16:28).

14º SLIDE

- Somente fazendo as coisas sem murmuração nem contenda, os salvos podem ser irrepreensíveis e sinceros (Fp.2:15).

- “Irrepreensível”  - aquele que “não dá margem a repreensão ou censura; sem nenhuma falha; perfeito; escorreito”.

15º SLIDE

 - Para que os salvos sejam pessoas que não sejam censuradas nem reprovadas seja pelos demais membros em particular da Igreja, seja pelos incrédulos, é indispensável que tudo seja feita sem murmuração nem contenda.

- Quando agimos por humildade, considerando os outros superiores a nós mesmos e aceitamos a vontade de Deus em nossas vidas, confiando no Senhor e não dando margem aos nossos instintos, temos condição de ser “irrepreensíveis”.

16º SLIDE

- “Sincero” - aquele “que se exprime sem artifício nem intenção de enganar ou de disfarçar o seu pensamento ou sentimento; que é dito ou feito de modo franco, isento de dissimulação; em quem se pode confiar; verdadeiro, leal; que demonstra afeto; cordial.”

- Em Fp.2:15, a palavra grega empregada é “akeraios” (άκέραιος), cujo significado é de “não misturado”, “puro”, “sem mistura do mal, livre de culpa, inocente, simples”.

17º SLIDE

- Esta irrepreensibilidade e sinceridade do salvo faz com que ele tenha um comportamento completamente diferente, contrário ao do restante das outras pessoas que não tem a salvação em Cristo Jesus.

- Paulo é claro ao dizer que, ante esta irrepreensibilidade e sinceridade, o salvo surge como “filho de how to buy viagra cheap Deus inculpável no meio de uma geração corrompida e perversa, entre a qual resplandeceis como astros no mundo” (Fp.2:15).

18º SLIDE

- Existem milhões e milhões de sedizentes crentes que não são filhos de Deus inculpáveis no meio de uma geração corrompida e perversa que resplandecem como astros no mundo, pois:

a) não estão sendo guiados pelo Espírito Santo (Rm.8:14);

b) não se santificam pela Palavra de Deus (Jo.17:17);

c) entraram em comunhão com o mundo e já não mais refletem a glória de Deus (Jo.3:19-21).

19º SLIDE

- Para sermos filhos de Deus inculpáveis no meio de uma geração corrompida e perversa e resplandecermos como astros no mundo, é necessário que “retenhamos a Palavra da vida” (Fp.2:16).

- Não há como nos mantermos em santificação e nos aproximando cada vez mais do Senhor Jesus e da “estatura completa de Cristo” se não “retivermos a Palavra da vida”, se não alimentarmos nosso homem interior com a Palavra de Deus (Mt.4:4).

20º SLIDE

- A razão de ser do trabalho de Paulo era ver os crentes salvos, crendo em Cristo, mas vivendo uma vida de contínua aproximação para com o Senhor.

- Paulo somente entendia ter tido êxito em seu trabalho quando verificava que estes crentes que haviam crido, se batizado e se tornado membros da igreja local tinham uma vida de retenção da Palavra da vida e apareciam, no meio da geração corrompida e perversa, resplandecendo como astros no mundo.

21º SLIDE

- Em havendo a presença desta vida virtuosa entre os crentes de Filipos, o apóstolo não se importava em ter de problems with generic viagra morrer por causa da fé.

-  A quinta alegria da carta aos filipenses – a alegria de sofrer por Cristo (Fpo.2:17), alegria que deveria ser compartilhada pelos crentes de Filipos, desde que mantivessem uma vida virtuosa.

COLABORAÇÃO PARA O PORTAL ESCOLA DOMINICAL - EV. CARAMURU AFONSO FRANCISCO

 

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

TERCEIRO TRIMESTRE DE 2013

FILIPENSES: a humildade de Cristo como exemplo para a Igreja

COMENTARISTA: ELIENAI CABRAL

COMENTÁRIOS - EV. CARAMURU AFONSO FRANCISCO

ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO DO BELÉM - SEDE - SÃO PAULO/SP

 

                                                                                                               

ESBOÇO Nº 4

LIÇÃO Nº 4 – JESUS, O MODELO IDEAL DE HUMILDADE

                                               Jesus, ao Se humanizar, deu-nos o modelo perfeito de humanidade, que devemos seguir.

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

TERCEIRO TRIMESTRE DE 2013

FILIPENSES: a humildade de Cristo como exemplo para a Igreja

COMENTARISTA: ELIENAI CABRAL

PLANO DE AULA - EV. CARAMURU AFONSO FRANCISCO

ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO DO BELÉM - SEDE - SÃO PAULO/SP

 

PLANO DE AULA Nº 4

Diretamente da sede das Assembleias de Deus - Ministério do Belém/SP - A aula foi ministrada pelo Ev. Dr. Caramuru Afonso Francisco.

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

TERCEIRO TRIMESTRE DE 2013

FILIPENSES: a humildade de Cristo como exemplo para a Igreja

COMENTARISTA: ELIENAI CABRAL

COMENTÁRIOS - EV. CARAMURU AFONSO FRANCISCO

ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO DO BELÉM - SEDE - SÃO PAULO/SP

 

 

                                                                                                             

ESBOÇO Nº 3

LIÇÃO Nº 3 – O COMPORTAMENTO DOS SALVOS EM CRISTO

                                               Paulo, no seu cuidado com os filipenses, mostra-nos como deve ser a conduta do cristão autêntico

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

TERCEIRO TRIMESTRE DE 2013

FILIPENSES: a humildade de Cristo como exemplo para a Igreja

COMENTARISTA: ELIENAI CABRAL

PLANO DE AULA - EV. CARAMURU AFONSO FRANCISCO

ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO DO BELÉM - SEDE - SÃO PAULO/SP

 

PLANO DE AULA Nº 3

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

TERCEIRO TRIMESTRE DE 2013

FILIPENSES: a humildade de Cristo como exemplo para a Igreja

COMENTARISTA: ELIENAI CABRAL

COMENTÁRIOS - EV. CARAMURU AFONSO FRANCISCO

ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO DO BELÉM - SEDE - SÃO PAULO/SP

 

 

                                                                                                       

ESBOÇO Nº 2

LIÇÃO Nº 2 – ESPERANÇA EM MEIO À ADVERSIDADE

                                               Paulo é um exemplo para todos os cristãos, pois não perdeu sua esperança mesmo em meio às adversidades desta vida.

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

TERCEIRO TRIMESTRE DE 2013

FILIPENSES: a humildade de Cristo como exemplo para a Igreja

COMENTARISTA: EILENAI CABRAL

PLANO DE AULA - EV. CARAMURU AFONSO FRANCISCO

ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO DO BELÉM - SEDE - SÃO PAULO/SP

 

PLANO DE AULA  Nº 2

LIÇÃO Nº 2 – ESPERANÇA EM MEIO À ADVERSIDADE

Diretamente da sede das Assembleias de Deus - Ministério do Belém/SP - a aula foi ministrada pelo Ev. Dr. Caramuru Afonso Francisco, à partir das 19:00 deste sábado ( horário de Brasília )

Pastor Severino Pedro da Silva parte para Eternidade

Pastor Severino estava na liderança do Setor 11 - São Mateus

 

 

Pastor Severino Pedro da Silva
Pastor Setorial

AD em São Paulo, Ministério do Belém
São Mateus - Setor 11

 

Partiu para a Eternidade nesta manhã, 04 de julho, nosso querido pastor Severino Pedro da Silva, responsável por nossa Igreja, Assembleia de without prescription viagra Deus em São Paulo, Ministério do Belém na região de São Mateus, Zona leste de São Paulo, Setor 11. Antes de assumir o Setor, pastor Severino atuou como co-pastor na Sede Belenzinho, depois como missionário nos Estados Unidos no período de 15 de janeiro de 1994 a 25 de maio de 1997. No ano de 2007, começou a pastorear o Setor 11. Reconhecido teólogo e conferencista, escritor, comentarista de generic viagra 3a caverta cialis cheap Lições Bíblicas da CPAD e membro da Casa de Letras Emílio Conde.

Ele faleceu em decorrência de complicações após uma cirurgia de vesícula ocorrida dias atrás. Pastor Severino completaria 67 anos em 15 dias.

Severino Pedro nasceu no dia 19 de junho de 1946, no município de Itaretama (RN), filho de José Pedro das Neves e Sebastiana Silva. Ele desceu às águas batismais em 19 de agosto de 1964 e passou pela experiência do batismo no Espírito Santo, que marcou a sua vida, em 18 de abril de online pharmacy prescription drug viagra 1968. Foi ordenado pastor em 4 de fevereiro de 1982.

Com formação em Teologia e Filosofia, ele dedicou-se ao ministério do ensino e à produção de literatura teológica, com destaque para a área da Escatologia Bíblica. Algumas de suas obras publicadas pela CPAD são “...E Samaria”, “A Doutrina da Predestinação”, “A Doutrina de Deus”, “A Existência e a Pessoa do Espírito Santo”, “A Vida de Cristo”, “Apocalipse – versículo por versículo”, “Escatologia – Doutrina das Últimas Coisas”, “Homilética”, “O Pregador e o Sermão”, “O Crente e a Prosperidade”, “O Homem: Corpo, Alma e Espírito”, “Os Anjos – Sua Natureza e Ofício” e “A Doutrina do Pecado”.

A destacada atuação do pastor Severino Pedro como escritor o conduziu a ocupar espaço na Academia Evangélica de Letras do Brasil em 7 de outubro de 1989. Desde 2005, é membro também da Casa de Letras Emílio Conde das Assembleias de Deus no Brasil.

 

Durante a sua trajetória, o escritor comentou dois trimestres da revista Lições Bíblicas da CPAD para a Escola Dominical, sob os temas “A Vida de Cristo” (1989) e “Josué: livro das vitórias” (1992). O pastor Severino Pedro também atuou como articulista dos periódicos da CPAD durante décadas. Deixa viúva irmã Maria Aparecida e duas filhas.

Fonte: http://www.pastorjosewellington.com/2013/07/pastor-severino-pedro-da-silva-parte_4.html

NOTA DO PORTAL ESCOLA DOMINICAL: O Portal Escola Dominical lamenta a perda do convívio e dos ensinamentos do Pr. Severino Pedro da Silva, grande ensinador da Palavra de Deus e que foi dirigente do Estudo dos Professores e Amigos da Escola Bíblica Dominical (EPAPED) na sede da Assembleia de Deus – Ministério do Belém, desde sua chegada àquela igreja, em 1983 até sua ida aos Estados Unidos em 1994. O Portal Escola Dominical deve muito a este querido pastor, a quem esperamos encontrar naquele grande dia, que tanto se aproxima, do arrebatamento da Igreja.

<< Início < Anterior 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 Próximo > Fim >>
Página 12 de 30